Uno 2017

Test-drive do Uno 2017: do carro antigo, só sobrou o nome, praticamente

Durante muitos anos, no mercado brasileiro, o nome Fiat Uno esteve associado a um carro do tipo “pé de boi”, com poucos acessórios, tecnologia limitada e preço baixo condizente com essas características. Esse conceito, no entanto, ficou para trás. Principalmente depois do lançamento do compacto Mobi, que passou a ser o modelo de entrada da montadora italiana. O Uno 2017 foi reposicionado, e do velho 1.0 que era praticamente o sucessor do Fusca no imaginário dos consumidores brasileiros, só sobrou o nome.

A versão 2017 consolida ainda mais essa mudança. Tivemos oportunidade de guiar um Uno na versão Way (intermediária que fica entre a de entrada Attractive e a top de linha Sporting) com o novo motor Firefly 1.3 de quatro cilindros, no qual o modelo mostra essa nova cara através de vários atributos.

Entre eles, além do motor, que já citamos, e se mostra silencioso e disposto, está a levíssima direção elétrica. De série em todas as versões, ela tem como principal recurso a função City que, ativada por um botão no painel, deixa o volante praticamente 50% mais leve durante as manobras de estacionamento, de acordo com a fábrica.

Pudemos comprovar que dirigir o Uno 2017 na cidade é realmente uma tarefa bastante prazerosa. Nas manobras de estacionamento, é possível fazer tudo com apenas uma mão, graças à leveza da direção elétrica. Como o carro que guiamos era equipado também com o câmbio automatizado Dualogic – que no caso da Fiat, dispensa até a alavanca de câmbio e usa apenas botões para escolher entre ir para a frente ou para trás. Ou seja: é difícil cansar dirigindo o carro, porque o esforço é mínimo.

Também chamaram a atenção detalhes como o acabamento, o silêncio interno da cabine e o sistema Start/Stop. Este último funciona da seguinte forma: para economizar combustível, toda vez que o carro para (em um sinal, por exemplo), o motor é desligado. Todas as funções continuam funcionando e o sistema religa o motor caso detecte a necessidade de energia (já que é a bateria que, sozinha, mantém tudo) ou o motorista tire o pé do freio.

Detalhes como esses fazem parte do, digamos, charme do Uno 2017, que se mostra como um compacto que pode ser equipado com recursos encontrados mais facilmente em carros de categorias superiores. Ele ainda apresenta outros atributos nessa mesma linha. Entre eles, destaque para os seguintes:

– ESC (Electronic Stability Control – Controle de Estabilidade): aplica a força do freio de forma individual em cada roda para limitar a perda de controle por derrapagem em uma situação de emergência súbita, como um desvio brusco.

– TC (Traction Control – Controle de Tração): Limita o escorregamento de uma única roda tracionada, transferindo o torque equivalente pelo diferencial à outra roda, permitindo que o veículo acelere de forma apropriada.

– Hill Holder: Ajuda o motorista nas saídas em inclinações. O freio é liberado somente depois do motorista acelerar, evitando que o carro desça acidentalmente.

– ASR (Anti-Spin Regulation): Permite que o veículo arranque ou acelere em pisos escorregadios ou molhados, evitando que as rodas patinem.

– ERM (Electronic Roll Mitigation): Evita ou reduz a perda de contato de uma das rodas com o solo em manobras rápidas, como mudança de faixa ou desvio de obstáculos.

Uno 2017 com Dualogic de embreagem dupla seria ainda melhor

A lista ainda não para por aí. O banco do motorista, por exemplo, pode vir com sensor que detecta se o cinto de segurança foi colocado. Alguns itens que citamos são de série, outros são opcionais. Mas o fato é que o Uno, definitivamente, está longe do carro popular que existia há alguns anos. Em relação ao modelo que dirigimos, a única ressalva fica por conta do câmbio Dualogic, que ainda precisa de alguns ajustes.

É bem provável que a Fiat, sempre atenta ao mercado, adote a solução de embreagem dupla no sistema, provavelmente a medida que o deixaria perfeito. A conferir os próximos capítulos dessa história que, no caso do Uno, tem sido repleta de boas novidades.

Preço do modelo guiado (com base no montador virtual do site da Fiat): R$ 59.629,99

Check Also

Sport6

Chevrolet lança Cruze Sport6 “com apelo mais esportivo”, segundo fábrica

Depois do novo Cruze sedã, a Chevrolet apresenta o novo Cruze Sport6, hatch médio que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *