Mesmo com dólar alto, eles são mais caros no Brasil: veja preço de seis modelos aqui e lá fora

Que os brasileiros pagam mais caro por itens de consumo industrializados, todo mundo sabe. No setor automobilístico, mesmo com a alta expressiva do dólar e de outras moedas fortes dos países desenvolvidos, os veículos de fora continuam mais baratos. Além disso, até em nações em desenvolvimento é possível encontrar modelos mais bem equipados e que custam menos que os equivalentes comercializados no Brasil. Para você ter ideia dessas diferenças, selecionamos aqui seis exemplos, que encontramos montando os carros nos sites oficiais das fábricas em cada país. É preciso ressaltar que os valores não são rigorosamente exatos, porque sempre há possibilidade de negociação entre compradores e vendedores, o que pode dar alterações. Além disso, a cotação das moedas estrangeiras varia diariamente e os modelos não são exatamente iguais nos dois países – a notícia triste é que em todos os casos que pesquisamos, os brasileiros têm menos recursos tecnológicos que os de fora. Guardadas essas proporções, confira os resultados de nossa pesquisa. Para os valores em real, usamos o conversor do Uol como referência (cotação do dia 07/08).

 
1 – Chevrolet Cruze
País pesquisado: Estados Unidos

cruze americano
Cruze americano
cruze
Cruze brasileiro

A GM americana pede um código postal, durante o processo de montagem e composição do preço. Escolhemos um de Miami, cidade que é uma das principais referências de consumo para os brasileiros. Com os resultados obtidos, evitamos fazer a comparação tendo como referência o motor 1.8, que equipa o Cruze brasileiro, porque o americano tem duas opções de motorização e o 1.8 deles é menos equipado que o nosso. Portanto, colocamos uma versão de lá que está acima da nacional em vários itens, como motor 1.4 turbo, 10 air bags e sistema de rádio por satélite. Ambos os modelos têm câmbio automático. A versão do Cruze brasileiro foi a LTZ.

 

 

 

Americano: US$ 24.270 – R$ 85.141,59
Brasileiro: R$ 90.450,00

Diferença: R$ 5.308,41

 

 

 

 

 

2 – Honda Civic
País pesquisado: Canadá

Civic canada
Civic canadense
Civic
Civic brasileiro

Assim como a GM americana, a Honda do Canadá exige código postal para compor o preço. Escolhemos um de Toronto, uma das maiores cidades daquele país. O modelo canadense tem design um pouco diferente do brasileiro e apresenta características como porta-malas menor e entre-eixos maior em relação ao vendido no Brasil. Tomamos a versão LX com câmbio automático do Canadá e a LXS no Brasil – ambas de entrada. Em relação a equipamentos, o Civic de fora vem com itens como câmera de ré e sistema multimídia com tela de 7 polegadas sensível ao toque, que não estão presentes no LXS brasileiro.

 

 

 

Canadense: 23.847,58 dólares canadenses – R$ 63.725,50
Brasileiro: R$ 74.900,00

Diferença: R$ 11.174,50

 

 

 

 
3 – Logan
País pesquisado: Romênia

Logan romeno
Logan romeno
Logan
Logan brasileiro

Selecionamos versões top de linha a gasolina com câmbio manual (na Romênia, a versão mais cara é a diesel e eles não oferecem o câmbio automatizado que existe aqui no Brasil). No caso do Brasil, o motor escolhido foi o 1.6 flex com 98 cv de potencia com gasolina e 106 com álcool. Já no europeu, foi o 0,9 turbo, com 90 cv de potência e a incrível marca prometida de 17 km por litro na cidade (na Renault do Brasil, o consumo não é informado). Vale ressaltar, ainda, que o Logan romeno vem com a tecnologia Start/Stop, não presente no brasileiro.

 

 

Romeno: 10.200 euros – R$ 39.274,08
Brasileiro R$ 51.280,00

Diferença: R$ 12.005,92

 

 

 

 

 

 

 

4 – Ford Fiesta Sedan
País pesquisado: Rússia

Fiesta russo
Fiesta russo
Identical Image Override
Fiesta brasileiro

Escolhemos a versão top de linha do Fiesta russo, com motor 1.6 (mesmo volume do motor do brasileiro usado na comparação). No caso do nacional, foi uma versão intermediária. Em comum, os dois modelos também contam com o sistema Ford Sync Media, com navegador e tela de cristal líquido no painel. Mas o modelo da Rússia vem com cambio automatizado Powershift de 6 velocidades, que não estava presente no modelo nacional selecionado.

Russo: 747.500 rublos – R$ 40.963,00
Brasileiro: R$ 57.090,00

Diferença: R$ 16.127,00

 

 

 

 

 

 

 

5 – ix35
País pesquisado: Austrália

ix35 australiano
ix35 australiano
ix35
ix35 brasileiro

Escolhemos uma versão intermediaria do modelo australiano e o básico do brasileiro. Por isso, o modelo do outro lado do planeta vem com acessórios como tela de 5 polegadas sensível ao toque e controles de estabilidade, tração e de saídas em declive e aclive, além de um cojunto extra de air bags. O exemplar nacional, pelo que vimos, ganha do australiano apenas no tamanho das rodas (o daqui tem aro 18, o de lá tem 17).

 

 

 

 

Australiano: 28.990,00 dólares australianos – R$ 75.469,67
Brasileiro R$ 99.990,00

Diferença: R$ 24.521,00

 

 

 

 

 

 

6 – Mitsubishi Outlander
País pesquisado: México

outlander mexico
Outlander mexicano
Outlander
Outlander brasileiro

Escolhemos a versão básica a gasolina do modelo 2016 de ambos os países (no México não há opção de motor a diesel para este carro, como no Brasil). O Outlander de fora sai na frente do brasileiro em motor (2,4 litros, contra 2,0 litros do nacional) e a presença de recursos como controles ativo de estabilidade e de tração. De resto, ambos os modelos são próximos em acessórios.

 

 

 

 

 

Mexicano: 350.400 pesos mexicanos – R$ 76.071,84
Brasileiro: 117.990,00

Diferença: R$ 41.918,16

Check Also

Star Wars

Nissan lança nos Estados Unidos modelo em homenagem ao próximo filme Star Wars

Aproveitando a coincidência de ter um modelo com o mesmo nome do próximo filme da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *