Duas boas notícias para a sustentabilidade: mais carros híbridos e elétricos chegando às ruas

De acordo com a Toyota, mais de 8 milhões de veículos híbridos – modelos que funcionam com uma combinação de motor elétrico e a combustão e poluem bem menos que um carro comum – já foram comercializados pela empresa em todo o mundo, desde o lançamento do Prius, em 1997. Enquanto isso, no Brasil, apenas 509 unidades do modelo foram vendidas desde a sua chegada em 2013. As razões para isso todos já conhecem: o famoso Custo Brasil, falta de incentivos governamentais para esse tipo de veículo, etc. Mas isso não é motivo para desanimar e sim celebrar as notícias boas relacionadas com veículos ambientalmente mais sustentáveis. E foram duas, essa semana.

Kangoo1
Renault Kangoo elétrico

Na primeira, a Renault do Brasil anunciou que a Coca-Cola começará a testar um Kangoo Z.E. (Zero Emissão) 100% elétrico em suas operações em Curitiba. O veículo será usado para realizar entregas na região central da capital paranaense. Equipado com um pacote de baterias de íon-lítio que permite rodar 170 km com uma só carga e pode ser recarregado entre 6 e 8 horas (variando de acordo com a rede de energia da cidade), o modelo mantém as mesmas qualidades funcionais do Kangoo com motor de combustão interna, idêntico volume de carga (650 kg) e o mesmo padrão de conforto, segundo a Renault. A decisão tem importância pelo tamanho da Coca-Cola, uma das maiores indústrias de bebidas do Brasil.

Kangoo2
Painel do Kangoo elétrico

O Kangoo Z.E. não emite poluentes na atmosfera e consome somente 3KVA/16A de energia para rodar 120 km, o equivalente a um banho de 15 minutos em chuveiro elétrico. Além da Coca-Cola, o veículo está sendo utilizado pelas seguintes empresas e entidades: Patrus Transportes, em Belo Horizonte, Correios (para entrega de encomendas na região central de Curitiba e em Brasília), Fedex (empresa privada de entregas), Grupo TPC, que atua na área de logística, usina Itaipu Binacional, Grupo CPFL Energia e a prefeitura de Curitiba.

Para se ter ideia do que significa o uso de veículos elétricos, a Renault destaca que os modelos de suas marcas já rodaram aproximadamente 4 bilhões de quilômetros sem emissão de poluentes. Isso permitiu economizar mais de 200 milhões de litros de combustível – o suficiente para encher quase 80 piscinas olímpicas, além de ter deixado de emitir 450 milhões de kg de CO2 durante o uso.

Prius2A outra boa notícia vem de São Paulo. Essa semana, duas prefeituras daquele estado tomaram iniciativas para estimular o uso de veículos híbridos. Na capital, a administração municipal passou a abrir mão de 100% de sua quota-parte do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). Na prática, isso garante 50% de desconto do valor do imposto ao proprietário de um modelo. Já a Prefeitura de Sorocaba apresentou parte de sua nova frota de táxis para a cidade, que passa a contar, pela primeira vez na história, com veículos híbridos.

 

Prius1

 

Fica a expectativa de que um dia seja implantada uma política efetiva de incentivo para veículos híbridos e elétricos no Brasil, a exemplo do que existe em outros países. Principalmente para baixar o valor do Prius, que hoje é de R$ 111 mil, e de outros modelos similares.

Check Also

Fusion Police Responder

Ford lança Fusion Police Responder, híbrido para uso pela polícia norte-americana

A Ford apresentou nos Estados Unidos o seu primeiro carro híbrido desenvolvido especialmente para perseguições …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *