Coluna Antigos – por Arnóbio Tomaz

A charmosa Chevrolet Alvorada

Graças ao espaço generoso e à imponência picape de cabine dupla ganhou o nome em homenagem ao palácio de mesmo nome em Brasília

O Grupo General Motors foi fundado em 1908, sendo líder de vendas global desde 1931. É considerado o maior fabricante de veículos automotivos do mundo. A General Motors do Brasil (GMB) foi inaugurada em 1925, instalando-se em galpões alugados no bairro do Ipiranga, em São Paulo. No início, as atividades consistiam apenas na montagem de veículos importados dos Estados Unidos.

Em 1930, a GMB inaugurava oficialmente a sua primeira fábrica brasileira, localizada em São Caetano do Sul, também em São Paulo. Foi dessa fábrica que saiu uma das picapes mais memoráveis da linha Chevrolet, nas cores azul e branco, e que ficou nacionalmente conhecida como “Marta Rocha”, em homenagem à famosa Miss Brasil de 1954.

A GMB fabricou a picape Chevrolet “Marta Rocha” de 1955 a 1957. Em 1958 começou a operar a segunda fábrica, em São José dos Campos (SP), inicialmente destinada apenas à linha de aminhões e comerciais Leves. Ela foi inaugurada oficialmente um ano depois (1959) pelo então presidente da República Juscelino Kubitschek. No mesmo ano, a montadora lança a sua primeira picape totalmente nacional, com seus componentes fabricados no Brasil. Era uma caminhonete de apenas uma cabine, com motor de seis cilindros em linha e câmbio de três marchas. O modelo teve grande aceitação pelo seu desempenho, conforto e robustez.

Em 1962, a General Motors lançou mais duas versões da picape Chevrolet Brasil: uma de duas cabines batizada de Alvorada (em homenagem ao Palácio Alvorada de Brasília, devido ao seu espaço e conforto) e a Amazonas, em homenagem ao rio e estado de mesmo nome, pelo seu tamanho (era uma station wagon de enormes dimensões). A Chevrolet Alvorada também trazia o mesmo motor de seis cilindros em linha da picape de uma cabine, assim como o câmbio com três marchas pra frente e uma ré. A alavanca do câmbio ficava na coluna de direção e a partida do arranque no pé, em um botão vizinho ao acelerador.

A Alvorada oferecia grande espaço interno e espaço para a bagagem, tornando-se um utilitário muito interessante para viagens, que levava seis pessoas confortavelmente. O banco dianteiro era inteiriço, acomodando bem dois passageiros, além do motorista. Curiosamente, a picape só possuía três portas: duas dianteiras e uma traseira, do lado direito. Os passageiros do banco traseiro só podiam entrar e sair, pelo lado direito do veículo. Na parte traseira do lado esquerdo, havia apenas uma janela com vidros corrediços.

A Chevrolet Alvorada, em 1963, veio de cara nova, com quatro faróis, ficando ainda mais bonita e charmosa e diferente da anterior, que tinha apenas um farol de cada lado no pára-lama dianteiro. A GMB oferecia várias combinações de cores: azul e branco, verde e branco, cinza e branco e vermelho e branco. Hoje, a picape é uma peça rara, muito cobiçada pelos colecionadores de automóveis antigos.