Amor pelo carro: Shell premia histórias da relação entre pessoas e seus veículos

Fabricado em 1973, o Fusca do grupo circense paulista Namakaca era a mascote da trupe. Não por acaso apelidado de Tétano, o veículo foi totalmente transformado para atender a espetáculos de palhaços, com direito até a cama elástica no banco traseiro. Com a reforma, o antigo apelido deu lugar a Besouro Mutante e o modelo foi promovido a quarto integrante da trupe. Ele é o protagonista do terceiro episódio da web-série “Um Carro Não Conta Só km, Conta Histórias”, desenvolvida pela área de lubrificantes da Shell do Brasil.

Formada por três vídeos, ela está disponível aqui e aborda a relação de parceria do brasileiro com seu carro. “O apelo afetivo da campanha abre espaço para destacar a importância que os carros têm para seus proprietários”, afirma Leila Prati, diretora de Desenvolvimento de Negócios da Shell.

Além do grupo circense, a web-série contou duas outras histórias reais de donos de carros que têm uma relação especial com seus automóveis. O primeiro vídeo mostrou a rotina da banda Folk com uma Kombi. O veículo é usado como palco e sede de fã clube. Já o segundo episódio comprovou que o carro também pode ser um parceiro de aventuras com a história do fotógrafo Daniel Cotallessa, que conta com a ajuda do seu automóvel para garantir os melhores cliques.

História mais emocionante ganhará prêmio

A campanha se despede com o concurso cultural “Retribua com Shell Helix”, que vai do dia 15 de agosto a 26 de setembro e premiará com lubrificantes Shell Helix para a vida inteira o autor da história mais emocionante de parceria com o seu carro. As informações para envio do material, para quem estiver interessado, estarão disponíveis no endereço da Shell do Brasil: www.shell.com.br.

Check Also

Fancup

Fancup: Chevrolet faz promoção para levar torcedores a Londres

A Chevrolet do Brasil está com inscrições abertas para a Fancup, promoção que levará quatro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *