Álcool ou gasolina, qual combustível usar? (Reprodução/Pixabay)
Álcool ou gasolina

Álcool ou gasolina: qual o combustível mais eficiente para seu carro?

Você já deve ter ouvido falar nos carros conhecidos como flex, que têm o motor preparado para funcionar com álcool ou gasolina, proporcional ou separadamente. Esta tecnologia equipa praticamente todos os carros nacionais de sucesso entre os consumidores – como o Chevrolet Ônix, um dos mais vendidos no Brasil nos últimos anos e que também integra a lista dos mais econômicos do mercado.

A grande vantagem destes modelos é que eles dão a possibilidade, para o proprietário, de escolher o combustível de acordo com o uso. Na cidade, com trajetos curtos e em baixa rotação do motor, por exemplo, a escolha do álcool pode ser a mais acertada. Já na estrada, para longos trajetos e com a necessidade de mais esforço e desempenho do motor, a gasolina pode ser o combustível mais eficiente.

Na hora de avaliar, tanto o álcool quanto a gasolina têm suas vantagens e desvantagens. Para saber qual a melhor opção, como já foi dito, é preciso analisar como o veículo é utilizado e quais as expectativas do motorista ao trafegar com ele. Mas como saber em qual momento optar pelo álcool ou a gasolina? Algumas informações importantes têm que ser levadas em consideração no momento desta escolha.

Eficiente com gasolina?

Um carro abastecido unicamente com gasolina tem maior autonomia de rodagem. A eficiência enérgica é maior porque o tempo de combustão da gasolina é mais longo. Por isso, o motor desenvolve mais potência e velocidade utilizando menos combustível. Considerando o fator financeiro, o preço da gasolina é superior ao do álcool. Mas com ela, um carro com motorização 1.0, como o Fiat Mobi ou o Volkswagen Up!, pode chegar a uma média de 12 km com um litro de combustível, índice bastante satisfatório.

Eficiente com álcool?

Este combustível é menos eficiente porque o tempo de combustão no motor é mais rápido. O carro com motorização 1.0, que citamos, acima, roda cerca de 8 quilômetros com um 1 litro álcool. Em contrapartida, ele é mais barato que a gasolina. Como o álcool rende menos, ele proporciona menos autonomia para o motorista. Em trajetos de longa distância, por exemplo, ele pode não ser a melhor opção, já que aumenta o número de paradas nos postos de combustíveis.

Um detalhe sobre o uso do álcool é que, para quem não notou, muitos carros flex têm um tanque auxiliar com gasolina para a partida. Em localidades que têm inverno, nestes modelos é preciso que o motorista verifique se está cheio, para não ter problemas em dias mais frios, quando for ligar o carro que está abastecido só com álcool. Nos veículos mais novos a partida já é direta e não precisa fazer o abastecimento deste tanque auxiliar de partida. Preocupações relativas a isso, no entanto, não existem em Fortaleza, onde é quente o ano todo.

Qual combustível usar, álcool ou gasolina?

Existe uma conta básica para calcular qual é mais vantajoso, álcool ou gasolina. Um carro com o primeiro tem, em média, 70% do rendimento do que teria com o segundo. Isso significa que se ele roda 70 km com uma determinada quantidade de álcool, chegaria a 100 km com o mesmo volume de gasolina. Esta conta, no entanto, não é exata, porque cada veículo tem sua performance particular com ambos os combustíveis.

O ideal, portanto, é ver o consumo do seu carro com cada um dos combustíveis (muitos modelos modernos já fornecem essa informação no computador de bordo) tanto na cidade quanto na estrada e fazer, na calculadora, a conta de acordo com o que cobram os postos da cidade. O expediente pode dar um pouco de trabalho, mas vale a pena por evitar prejuízos ao motorista.

De forma geral, é possível afirmar que a gasolina seria mais apropriada para aqueles motoristas que usam mais o carro para viagens. Já para aqueles que fazem trajetos mais curtos, principalmente dentro das cidades, o álcool pode ser uma boa opção. Mas é importante fazer as contas, considerando seus hábitos na direção e o consumo, o rendimento e o tipo de uso do seu veículo.

Por fim, para os motoristas que preferem usar o álcool, é recomendado que a cada cinco mil km percorridos com o combustível seja usado um tanque de gasolina na sequência, para limpar os bicos injetores. A gasolina é um combustível mais denso, por isso ela pode ajudar na tarefa de limpar os bicos. Já o álcool possui alguns resíduos que podem causar o entupimento destes componentes.

Gostou desta matéria sobre a eficiência dos combustíveis? Compartilhe com seus amigos para que todos saibam como decidir entre o uso do álcool ou da gasolina.

Check Also

Combustível

Em tempos de preços altos, veja dicas para economizar combustível

Enquanto no mundo desenvolvido os esforços são cada vez maiores – e rápidos – para …

One comment

  1. O calculo correto para saber o combustível economico é o “custo do quilometro rodado” (R$/KM). Primeiro conheça o desempenho do seu veículo com gasolina e depois o desempenho com etanol (KM/L). Baseado no desempenho de cada combustível, divida o desempenho da gasolina com o preço da gasolina (R$/L). Faça a mesma coisa com o etanol. O que possuir o custo do quilometro por litro rodado (R$/KM) mais baixo, é o mais econômico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *